Av. Francisco Alves Moreira, 403

Vila Santos - Caçapava, SP

psjocpv@gmail.com
(12) 3653-4719

Galeria de Fotos

 
SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC DSC_0598
Notícias › 03/04/2014

Cidade do ES quer entrar na rota do turismo religioso nacional

santuario_4A cidade onde o beato José de Anchieta morreu e que hoje leva o nome do missionário jesuíta quer entrar no mapa do turismo religioso nacional. Para isso, autoridades do município devem se reunir com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), além de outros municípios que têm experiência nesse tipo de turismo, como é o caso de Aparecida, em São Paulo.

Segundo a gerente estratégica de cultura do município de Anchieta (ES), Renata Genevieve Rosa, a notícia era aguardada há muito tempo pelos fiéis da cidade. Agora, a ideia é qualificar a cidade para receber novos visitantes.

“Há essa preocupação de ver como vamos receber esses turistas de maneira mais adequada. Precisamos aprimorar os equipamentos turísticos como hotéis e pousadas. Vamos juntar esforços para receber o que vier dessa notícia da melhor forma possível”, diz .

A gerente também afirmou que a prefeitura estuda um contrato de comodato para que o município administre o Museu do Santuário. Além disso, a intenção é ampliar o museu para a parte da antiga residência dos jesuítas, o que depende de negociações com a congregação e com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Renata Rosa também disse que o instituto tem projetos para realizar melhorias no santuário e que a administração municipal está disposta a ajudar.

“Queremos que todo o mundo volte o olhar neste momento para Anchieta. Que a cidade seja ainda mais um destino do turismo religioso. Para isso temos noção da imensa responsabilidade de cuidar dessa cidade, da estrutura hoteleira, turística, do meio ambiente”, disse a gerente.

Canonização é histórica, diz Arcebispo

Para o Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilella, a canonização do padre José de Anchieta pelo papa Francisco nesta quarta-feira (02) representa um marco na história religiosa do estado do Espírito Santo.

“A partir dessa data muitos devotos vão rezar e pedir a Deus através dos méritos desse grande missionário. Será um estímulo na catequese porque ele é um modelo de catequista”, afirmou o arcebispo.

Segundo Dom Luiz, a Arquidiocese recebeu com muita alegria a notícia da canonização do jesuíta espanhol. O arcebispo frisou o papel de Anchieta como evangelizador e propagador do catolicismo entre os indígenas, além de lembrar que o jesuíta fundou diversas vilas que hoje são cidades importantes no Espírito Santo, como Guarapari e Anchieta.

“Ele teve aqui uma atitude de inculturação muito grande, foi um grande pedagogo, além de ser um grande literato. Vai estimular muita gente no campo cultural , além do campo religioso, o campo da fé”, acredita Dom Luiz Mancilha Vilela.

Por Portal A12