Av. Francisco Alves Moreira, 403

Vila Santos - Caçapava, SP

psjocpv@gmail.com
(12) 3653-4719

Galeria de Fotos

 
1 SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC SAMSUNG CSC dscn0402 09279017
Notícias › 09/04/2014

Papa inicia ciclo de catequeses sobre dons do Espírito Santo

catequese-papa-dons-do-espirito-santoCerca de 50 mil pessoas compareceram à Praça São Pedro, nesta quarta-feira, 9, para a Audiência Geral com o Papa Francisco. Hoje, o Pontífice iniciou um novo ciclo de catequeses: trata-se dos dons do Espírito Santo: sabedoria, entendimento, conselho, fortaleza, ciência, piedade e temor a Deus.

Falando sobre o primeiro desses dons, a sabedoria, Francisco citou o Rei Salomão, que, no momento da sua coroação, pediu “um coração que escuta, que saiba discernir entre o bem e o mal”. A sabedoria é justamente isso, explicou o Papa: “É a graça de poder ver cada coisa com os olhos de Deus. Às vezes, vemos as coisas de acordo com a conveniência ou de acordo com o nosso coração, com amor, com ódio ou inveja. Este não é o olhar de Deus”.

A sabedoria, portanto, não nasce da inteligência ou do conhecimento que se adquire, mas da intimidade com Deus, “de filhos com o Pai”.

“Quando estamos em comunhão com o Senhor, de certo modo, o Espírito Santo transfigura o nosso coração e nos faz sentir todo o Seu calor e a Sua predileção; então, tudo nos fala de Deus e torna-se sinal da Sua misericórdia e do Seu amor. Isso torna sábio o nosso coração, não no sentido de saber tudo ou de ter uma resposta para tudo, mas no sentido de que saboreia o Senhor. O nosso coração e a nossa vida têm o gosto, o sabor de Deus”.

O Santo Padre destacou ainda que é importante ter cristãos assim nas comunidades, tornando-se um sinal vivo da presença divina. Mas esse também é um dom que Deus concede àqueles que se tornam dóceis ao Seu Espírito, lembrou o Papa. “Todos temos dentro de nós o Espírito Santo, ao qual podemos ou não escutar. Se nós O ouvirmos, teremos a sabedoria do Senhor”.

Francisco deu dois exemplos práticos de “aplicação” da sabedoria de Deus: uma mãe com seus filhos e um casal de esposos. A mãe não deve repreender os filhos com nervosismo ou agitação, mas com doçura e paciência; já no matrimônio, quando brigam, os esposos não devem se olhar com “cara fechada”, mas fazer as pazes depois da tempestade.

“Isso [sabedoria] não se aprende, é um presente do Espírito Santo. Por isso, peçamos ao Senhor que nos dê a sabedoria de olhar com os olhos Deus, de sentir com Seu coração, de falar com as palavras d’Ele. Com essa sabedoria, devemos ir avante, construindo a família, a Igreja. Peçamos a Maria, sede da sabedoria, que nos conceda essa graça”.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano